terça-feira, 1 de março de 2011

.Eu Poesia


O despertar dos meus dias,
É pra mim a poesia.

No banho me lavo e me levo,
Na poesia me seco.

Visto as roupas desatenta,
A poesia me completa.

Arrumo os cabelos frente ao espelho,
A poesia arruma os fios elétricos.

Faço a maquiagem como de costume,
A poesia sopra leve tirando o excesso.

Pego as chaves e tranco as portas.
A poesia abre as janelas da alma.

Dentro do carro faço minha oração.
A poesia abençoa o meu dia.

Pessoas vão e vem entre os faróis multicoloridos.
A poesia transforma em passos de uma música divertida.

Meu trabalho tem foco, números
A poesia tem letras, sumo.

No meu equilíbrio me concentro,
A poesia me bagunça. (E eu gosto).

Meu retorno pra casa é quase no automático.
A poesia me joga no rosto uma folha seca.

Outro banho e o desejo de descanso.
A poesia me perfuma.

Na cama meu corpo se deita.
A poesia me abraça e convida a inspiração.
 
Escrevo linhas confusas e adormeço,
A poesia me traz sonhos que completam os espaços que deixei.

Nos sonhos sou a própria poesia.
E a poesia adormece contente,
 
Tranquila enfim,
Pois sobrevive.










2 comentários:

Ronaldo Nunes disse...

A mais bela e perfeita descrição do poeta e da poesia... Em cada vida uma poesia, cabe a nós preenchermos linhas, com pensamentos, momentos... é preciso estarmos atentos, pois até podemos ler estes versos novamente, mas os momentos só ficarão guardados em nossas mentes.

Parabéns Garota Completa!

Filho de Sol Poente disse...

Que o vento sempre te desgoverne! Te mantenha sempre assim incompleta, sempre assim por sonhar, por fazer, sempre... e agora...

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...